Exploração do pré-sal anima empresas do ramo do aço inox

A exploração e refino do petróleo do pré-sal devem ajudar a impulsionar negócios em diversas áreas nos próximos anos, entre elas o segmento de produtos de aço inox (tubos, conexões e válvulas, por exemplo, feitos com essa matéria-prima). A expectativa anima as empresas participantes da 4ª Feinox (Feira de Tecnologia de Transformação do Aço Inoxidável), que começou ontem e vai até amanhã no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo.

Segundo o diretor-executivo do Núcleo Inox (entidade que congrega indústrias ligadas a essa cadeia produtiva), Arturo Chao Macieiras, a perspectiva é que a atividade se mantenha aquecida nos próximos dez anos com crescimento anual de 10%. Em 2010, o setor deve se recuperar do baque causado pela crise global de crédito em 2009, quando as vendas caíram quase 30%.

Macieiras acrescenta que a atividade, que movimenta US$ 5 bilhões ao ano, será beneficiada pelo aquecimento de áreas como o petróleo e gás, que exigem materiais resistentes à corrosão; usinas de cana-de-açúcar; e também a construção civil, como reflexo, por exemplo, de projetos para a Copa do Mundo de 2014 e a Olimpíada de 2016.

O Núcleo Inox promove a Feinox, junto com o grupo Cipa. Macieiras explica que o evento serve como vitrine para que os diferentes elos dessa cadeia produtiva explorem produtos e serviços e também para debater os principais temas do segmento.

REGIÃO - Duas empresas sediadas no Grande ABC participam da feira, a HCG, de São Bernardo, e a D&D, de Diadema. Esta última, que existe há 13 anos, vem em ritmo ascendente de resultados. O diretor, Paulo Dieb, projeta crescimento de 8% neste ano e, em 2011, expansão superior a 20%. O quadro de funcionários também tem aumentado. Contava com 80 empregados no início do ano e, atualmente, está com 100. A D&D faz trefilação de material em aço inox, utilizado em plataformas, válvulas e tubulações do segmento petrolífero.

A outra expositora, a HCG é importadora de analisadores portáteis, itens que servem para verificar as ligas utilizadas em determinado metal e sua composição química. O inspetor de materiais da empresa, Daniel Limoeiro, demonstra otimismo. "A tendência é de crescimento, o mercado está aquecido", afirma. Ele cita que diversos segmentos utilizam esses equipamentos, incluindo indústrias petroquímicas e companhias petrolíferas.

Além das duas empresas, a antiga Inox Tubos, de Ribeirão Pires, que agora é uma unidade fabril do grupo ArcelorMittal, também tem estande no evento. O gerente Henrique Cintra cita que a Feinox é importante vitrine do setor e também mostra confiança com as perspectivas de negócios na área de petróleo.

Fonte: Diário do Grande ABC/Leone Farias

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Free Website templatesFree Flash TemplatesRiad In FezFree joomla templatesSEO Web Design AgencyMusic Videos OnlineFree Wordpress Themes Templatesfreethemes4all.comFree Blog TemplatesLast NewsFree CMS TemplatesFree CSS TemplatesSoccer Videos OnlineFree Wordpress ThemesFree Web Templates
Subir