Petrobras considera "ridículo" Brasil consumir 2 mi de barris por dia

O mercado consumidor brasileiro foi visto como uma grande oportunidade para o desenvolvimento da exploração de petróleo por parte da Petrobras, segundo o diretor de Exploração e Produção da companhia, Guilherme Estrella. Ele considerou “absolutamente ridículo” um país como o Brasil consumir apenas 2 milhões de barris por dia. Mas isso faz também, segundo o diretor, com que o país tenha um “grande cenário” pela frente, principalmente no desenvolvimento da indústria local, com aumento do conteúdo nacional.

“Um fato histórico é que as grandes hegemonias econômicas são baseadas em alianças entre os estados nacionais e as empresas efetivamente nacionais”, disse Estrella, em referência à política de desenvolvimento da indústria local.

Ele que a companhia tem estratégia em relação ao conteúdo e tecnologias nacionais, com desafios de atender o conteúdo e tecnologias nacionais dos contratos de concessão, da cessão onerosa e de partilha de produção.

“A grande oportunidade é provida pelo mercado brasileiro. Essa ligação de tamanho de mercado com desenvolvimento econômico é essencial. Quando países não têm mercado buscam mercado, historicamente. O Brasil não precisa disso, nós temos um mercado interno”, disse.

Os investimentos totais da Petrobras para o período entre 2011-2015 devem chegar a R$ 389 bilhões, sendo que a distribuição dos investimentos em exploração e produção será de R$ 210 bilhões, sendo 17% para exploração e 72% para o desenvolvimento da produção, além de 11% em outras áreas. A natureza do capital nos investimentos é de 66% de controle estrangeiro e 34% de controle nacional. Com previsão de câmbio médio a R$ 1,73 para o dólar.

A Petrobras teve 35 unidades de produção implantadas de 2003 a 2010. A expectativa é de que 21 unidades de produção sejam implantadas até 2015, além de mais 30 unidades nos cinco anos seguintes.

Já em relação à construção de sondas de perfuração, são previstas 40 unidades de navios-sonda e plataformas semi-submersíveis para operação em águas profundas e ultra-profundas. As 12 primeiras foram obtidas através de licitação internacional, com recebimento até 2012. E as 28 seguintes serão construídas no Brasil e operadas por empresas brasileiras, sendo que sete já foram contratadas e 21 estão em processo licitatório, com recebimento entre 2016 e 2020 e conteúdo nacional de 55% a 65%.

O terceiro plano de renovação e expansão da frota (Promef 3) prevê mais 146 embarcações de médio e grande porte para a Petrobras, com recebimento entre 2012 e 2018, das quais 40 já foram contratadas, e mais 31 embarcações de pequeno porte já contratadas. O conteúdo nacional exigido na fase de construção é de 50% a 60%, e conteúdo nacional durante a execução do contrato é de 70%.

Fonte: Valor

1 comentários:

Anônimo disse...

Com a gasolina a 3 reais por litro me surpreende nós consumirmos 2 milhões de barris ao dia...

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Free Website templatesFree Flash TemplatesRiad In FezFree joomla templatesSEO Web Design AgencyMusic Videos OnlineFree Wordpress Themes Templatesfreethemes4all.comFree Blog TemplatesLast NewsFree CMS TemplatesFree CSS TemplatesSoccer Videos OnlineFree Wordpress ThemesFree Web Templates
Subir