ANP mantém proibição à Chevron


A ANP irá manter a proibição à Chevron de perfurar novos poços no Brasil. Na avaliação da agência, a petroleira não apresentou, até o momento, provas suficientes de que está apta para operar com segurança, não tendo detectado nem mesmo as reais causas do acidente no campo de Frade, na Bacia de Campos, ocorrido em novembro e que resultou no vazamento de óleo na área.

 
O relatório sobre o acidente da petroleira americana foi concluído pela ANP e deve ser divulgado em breve, logo após a finalização do trabalho de revisão do texto. Segundo a diretora-geral da agência, Magda Chambriard, a conclusão do estudo é de que o problema foi ocasionado por erro operacional. “Nossa conclusão é de que uma coisa que estava lá há tanto tempo sem dar problema só pode ter dado problema pela ação do homem.”, declarou a executiva.


A diretora-geral afirmou que as conclusões da Chevron divergem das conclusões da ANP. A executiva afirmou que a petroleira só poderá voltar a perfurar novos poços depois de apresentar provas suficientes de que está apta para operar com segurança no Brasil e para agir de forma ágil a mitigar riscos. A expectativa é de que a proibição possa se estender por pelo menos dois meses.


A retomada das atividades está atrelada à apresentação de novas informações e conclusões sobre o acidente, o que segundo a diretora-geral depende exclusivamente da Chevron. “Queremos atrair mais investimentos para o setor, porém não a qualquer preço. Queremos mais investimentos, mas dentro das nossas regras”, avaliou a executiva.


A conclusão do relatório foi apresentada à Chevron, na semana passada. A petroleira e o órgão regulador têm mantido reuniões periódicas para discutir o tema, mas nada conclusivo até o momento.


“A Chevron é uma das maiores petroleiras do mundo, mas não posso dizer a mesma coisa sobre a Chevron do Brasil. O operador tem que ser capaz de identificar as causas do acidente e apresentar medidas para mitigar os efeitos do acidente”, afirma Chambriard.


A Chevron não é a única empresa é ter sido proibida de perfurar no Brasil. No ano passado, a ANP aplicou punição temporária a uma petroleira indiana.

Fonte: Energia Hoje

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Free Website templatesFree Flash TemplatesRiad In FezFree joomla templatesSEO Web Design AgencyMusic Videos OnlineFree Wordpress Themes Templatesfreethemes4all.comFree Blog TemplatesLast NewsFree CMS TemplatesFree CSS TemplatesSoccer Videos OnlineFree Wordpress ThemesFree Web Templates
Subir