Reservas de petróleo crescem mais de 70% em 11 anos, diz Petrobras


A presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, afirmou que as reservas de petróleo e gás no Brasil, entre 2000 e 2011, cresceram 73% ante uma expansão de 38% no mundo, na mesma base de comparação.

“Temos as reservas, o mercado consumidor e o conhecimento”, disse Graça durante palestra, promovida pelo Instituto Brasileiro do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP), no Rio.

Graça destacou ainda, em seu discurso, a importância das empresas estrangeiras e brasileiras no trabalho a ser desenvolvido no país, na área de petróleo e gás.

A estatal vai receber 13 sondas até o fim do ano, somando um total de 40 sondas até 2013, segundo a presidente. Estamos “o tempo todo cobrando estas sondas”, disse Graça. “Esse é um trabalho que precisa ser feito para que a gente não perca tempo.”

Segundo Graça, este ano e o próximo serão muito importantes para o desenvolvimento da infraestrutura, que viabilizará o crescimento da produção no país. Graça destacou que sete sondas estão contratadas com a Sete Brasil, no Estaleiro Atlântico Sul (EAS), e que todo o processo está sendo acompanhado de perto.

“Estamos junto à Sete Brasil para que não haja inequívocos na construção”, disse. “Vamos participar ativamente desse processo.”

A presidente da estatal disse que, diante deste cenário, não é o momento para construir gasodutos. “Não vou fazer outro gasoduto tão cedo. Não tenho gás que demande um gasoduto”, disse.

Reajuste de combustíveis

Para Graça, não há indicativo de que nos próximos meses ou nos próximos anos o preço do barril do petróleo Brent possa voltar a US$ 70 ou US$ 80. “Hoje a Petrobras trabalha com projeção de US$ 119 o barril até o fim do ano”, disse Graça.

A presidente da Petrobras citou conflitos no exterior que envolvem combustíveis e que interferem nos preços finais aos consumidores. A executiva reiterou que “a política de longo prazo é necessária”.

O mesmo vale para a política da companhia em relação aos preços dos combustíveis, disse a executiva. Mas admitiu que, em algum momento, será necessário um reajuste, nos preços de gasolina e diesel, que pode ser este ano, em dois, três, ou seis meses, devido à trajetória ascendente no preço do barril de petróleo no mercado internacional.

Fonte: Valor Econômico

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Free Website templatesFree Flash TemplatesRiad In FezFree joomla templatesSEO Web Design AgencyMusic Videos OnlineFree Wordpress Themes Templatesfreethemes4all.comFree Blog TemplatesLast NewsFree CMS TemplatesFree CSS TemplatesSoccer Videos OnlineFree Wordpress ThemesFree Web Templates
Subir