Analistas estão pessimistas com Petrobras

As expectativas para aos resultados da Petrobras no primeiro trimestre de 2012 não são as melhores. A média das projeções dos analistas indica queda de 27% no lucro líquido, para R$ 7,98 bilhões, e de 10,8% no Ebitda, para R$ 14,36 bilhões. O balanço, que deveria ser divulgado hoje após o fechamento do mercado, foi adiado para terça-feira.

Esse desempenho deve aparecer apesar de aumento de 20,2% previsto para a receita líquida, que deve ficar em torno de R$ 65,26 bilhões, segundo estimativa de cinco corretoras que acompanham a companhia: Credit Suisse, J.P. Morgan, Itaú BBA, Ágora e Deutsche Bank

Entre as projeções usadas como base pelo Valor, a do J.P. Morgan é a mais pessimista. O banco espera uma receita de R$ 65,88 bilhões, Ebitda de R$ 13,3 bilhões e lucro de R$ 6,8 bilhões, que os analistas da instituição admitem estar abaixo do consenso do mercado.

Os analistas Emerson Leite e Andre Sobreira, do Credit Suisse, ressaltaram que o resultado do primeiro trimestre será importante principalmente porque "vai proporcionar um melhor quadro de referência" para o mercado avaliar a capacidade de a Petrobras gerar valor.

"O quarto trimestre [de 2011] foi muito fraco, mas uma série de efeitos não recorrentes (impairment, depreciação de ativos, mudanças na forma de contabilizar os resultados das joint ventures, estoques formados no exterior e, ainda, o efeito cambial sobre os custos) tornou difícil conciliar os números com a performance verdadeira do negócio", diz o Credit Suisse em relatório.

O banco suíço espera receita de R$ 67 bilhões para a estatal, Ebitda de R$ 14,4 bilhões e lucro líquido de R$ 8,7 bilhões. Os números têm como base a produção estável no primeiro trimestre, apesar de o banco considerar preocupante a queda de 5% na produção de março em relação a fevereiro, e preços internos de derivados ligeiramente maiores no trimestre, refletindo aumentos de 10% e 2% na gasolina e diesel, respectivamente, que só tiveram impacto nos últimos dois meses do ano passado.

O Itaú BBA prevê que a companhia vai registrar um lucro líquido de R$ 7,78 bilhões no primeiro trimestre, 29% abaixo dos R$ 10,98 bilhões registrados no mesmo período de 2011. Como ressaltam os analistas do Itaú BBA, a receita líquida deverá ficar em R$ 65,38 bilhões, 19% acima da registrada no primeiro trimestre de 2011, mas, apesar do aumento do preço do petróleo, igual à do quarto trimestre.

No relatório, os analistas do Itaú BBA destacam que, como consequência dos preços elevados do petróleo, os mesmos fatores que afetaram o resultado do quarto trimestre estão mantidos no primeiros três meses de 2012. Entre os pontos destacados estão pagamentos mais elevados de participações governamentais (royalties e participação especial) e as despesas com importação de petróleo bruto e gasolina. Menores importações de diesel no período, por outro lado, vão compensar em parte os aumentos das despesas.

A projeção do Itaú BBA é que o Ebitda da companhia seja de R$ 14,5 bilhões, 10% abaixo do apurado no mesmo trimestre de 2011 e 6% acima dos R$ 13,66 bilhões do quarto trimestre. O aumento em relação ao último trimestre de 2011 se deve à ausência de itens não recorrentes. "Esperamos este resultado para confirmar a recorrência dos itens que afetaram os resultados no quarto trimestre", afirmam os analistas do Itaú.

O Credit Suisse ressalta ainda que vão contribuir para o melhor resultado o consumo estável de combustíveis, que permitiu uma queda de 27% nas importações de diesel, e também o aumento de 8,5% no preço do petróleo em relação ao quarto trimestre, que melhora o preço de venda da estatal.

Fonte:Valor Econômico/Por Cláudia Schüffner | Do Rio

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Free Website templatesFree Flash TemplatesRiad In FezFree joomla templatesSEO Web Design AgencyMusic Videos OnlineFree Wordpress Themes Templatesfreethemes4all.comFree Blog TemplatesLast NewsFree CMS TemplatesFree CSS TemplatesSoccer Videos OnlineFree Wordpress ThemesFree Web Templates
Subir