Siemens abrirá Centro de P&D no Rio de Janeiro focado em petróleo e gás


A Siemens vai ampliar sua presença no mercado brasileiro. A empresa planeja investir até US$ 1 bilhão nos próximos cinco anos com o objetivo de fortalecer e expandir seus negócios no Brasil. Esse investimento abrangerá todo o portfólio da Siemens – incluindo os Setores de Energia, Indústria e Infraestrutura – com foco especial no fornecimento local de produtos e serviços, bem como no impulso à pesquisa e ao desenvolvimento.

O presidente da companhia no Brasil, Paulo Stark, disse ontem (23) que a decisão de rever o plano para cima, calculada em US$ 600 milhões até 2016, foi pautada na política de queda dos juros e nos projetos de desenvolvimento das políticas industriais. A Siemens tem a intenção de dobrar sua receita no Brasil até 2017. “Nosso portfólio é voltado às necessidades do país, e estamos investindo continuamente para aumentar nossas capacidades”, afirmou Paulo Stark, CEO e presidente da Siemens no Brasil.

Os investimentos também incluem o capital necessário para a expansão dos negócios. “Nós atuamos no Brasil há mais de 100 anos e nunca estivemos tão confiantes no futuro do País. É por isso que estamos investindo aqui”, disse Peter Solmssen, membro do Conselho Administrativo da Siemens AG.

Grande parte do investimento planejado será focado em mercados de energia, voltados para o futuro. Este ano, a Siemens abrirá no Rio de Janeiro um novo centro de pesquisa e desenvolvimento para o setor de petróleo e gás, na Ilha do Fundão. A empresa pretende contratar pelo menos 200 pesquisadores e engenheiros altamente qualificados para trabalhar em soluções que aumentem a eficiência e a confiabilidade em toda a cadeia de valor de petróleo e gás.

De início, a Siemens investirá cerca de US$ 60 milhões para construir sua nova fábrica no Brasil. Ela produzirá motores e geradores de alta e baixa tensão para o mercado interno e também para exportação. A iniciativa está alinhada à estratégia da empresa em oferecer produtos e soluções eficientes em termos energéticos. A planta de produção deverá ser inaugurada em 2014 e, quando plenamente operacional, prevê-se que gerará em torno de 300 empregos diretos.



Foto: Peter Solmssen e Paulo Stark, executivos da Siemens (Fonte: Lilian Quaino/G1)

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Free Website templatesFree Flash TemplatesRiad In FezFree joomla templatesSEO Web Design AgencyMusic Videos OnlineFree Wordpress Themes Templatesfreethemes4all.comFree Blog TemplatesLast NewsFree CMS TemplatesFree CSS TemplatesSoccer Videos OnlineFree Wordpress ThemesFree Web Templates
Subir