MP pede prisão de empresários do cartel do gás de cozinha em Minas Gerais


Três empresários foram presos por suspeita de formação de cartel na distribuição do gás de cozinha TEÓFILO OTONI – O Ministério Público pediu a prisão de três pessoas por suspeita de formação de cartel de gás de cozinha. Na tarde de sexta-feira (01), a Polícia Civil cumpriu os mandados de prisão expedidos pela justiça e deteve os acusados. De acordo com o delegado regional Alberto Tadeu Cardoso de Oliveira, outros empresários estão sendo investigados, porém ainda não foram detidos por falta de provas.


Em relação aos homens presos, por enquanto estamos preservando os nomes, bem como o número de pessoas investigadas para não macular a investigação. Com certeza, se falarmos quem são ou até mesmo quantos são os investigados o trabalho nosso e o do MP serão prejudicados, disse.


Investigações: Após um ano de investigação do Ministério Público (MP), através de um procedimento administrativo 168/2005, surgiu a denúncia contra empresários ligados ao ramo de gás de cozinha. Pela apuração obtida até o momento, a quadrilha dominava a distribuição de gás em toda a cidade e região. Cardoso de Oliveira disse que eles obrigavam os revendedores a repassar ao consumidor o botijão de gás com valor inflacionado. Essa denúncia versa sobre a linha de preços, ou seja, a existência de um cartel entre eles para vender a mercadoria ao preço de R$ 45, explica o delegado. O valor natural do botijão, segundo estipulado na análise do MP, deveria ser de R$ 33. A Polícia Civil não divulgou os nomes dos envolvidos, que seriam os líderes do grupo de cartel.

Fonte: Portal Diário
Indicado por: ASMIRG-BR

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Free Website templatesFree Flash TemplatesRiad In FezFree joomla templatesSEO Web Design AgencyMusic Videos OnlineFree Wordpress Themes Templatesfreethemes4all.comFree Blog TemplatesLast NewsFree CMS TemplatesFree CSS TemplatesSoccer Videos OnlineFree Wordpress ThemesFree Web Templates
Subir