Pré-sal: BG Brasil vai monitorar a Bacia de Santos


A Bacia de Santos, área onde se encontram campos em camadas do pré-sal, será agora observada por meio de um sistema inédito de monitoramento oceânico. As informações contribuirão para a segurança e eficiência de operação da BG Brasil para o melhor conhecimento e preservação do meio ambiente, entre outras finalidades. O levantamento será possível através do Projeto Azul, lançado pela Coppe/UFRJ e a BG Brasil, durante a Rio+20, no estande da Coppe no Parque dos Atletas.

Na assinatura do convênio que representa um investimento de R$ 20 milhões, o diretor de Tecnologia e Inovação da Coppe, Segen Estefen, destacou a importância do projeto em relação à proteção dos oceanos. "Apesar das dificuldades de se chegar a um acordo sobre o tema no documento desta conferência, os oceanos necessitam de todo o suporte, especialmente dos cientistas, das empresas e dos governos”, disse.

Para o presidente da BG Brasil, Nelson Silva, este é o maior investimento em pesquisa da Companhia no país. Segundo o executivo, a empresa pretende investir muito mais na área de petróleo e gás, tornando-se a segunda maior operadora de petróleo do país até 2020. "O conhecimento das características marítimas da Bacia de Santos é de extrema importância para as atividades do setor de óleo e gás. O Projeto Azul também irá contribuir para a capacitação de profissionais de Oceanografia Operacional, colaborando para o desenvolvimento da Ciência e da inovação no Brasil", ressaltou.

O Projeto Azul vai coletar, durante três anos, informações sobre a dinâmica das correntes oceânicas, temperatura, salinidade, PH, oxigênio dissolvido, clorofila, cor e matéria orgânica, entre outros parâmetros, que serão reunidos e analisados pelo Laboratório de Métodos Computacionais em Engenharia (LAMCE/Coppe). O monitoramento será feito com ajuda de robôs mergulhadores (seaglider), derivadores (boias acopladas com medidores), perfiladores (obtêm, dentre outros parâmetros, o perfil das correntes principalmente em águas profundas) e imagens de satélite. Os robôs mergulhadores e demais equipamentos estão sendo importados dos Estados Unidos e serão lançados ao mar no segundo semestre pela empresa de oceanografia Prooceano, que atuará no manejo dos equipamentos e na coleta de dados.

BG no Brasil

A BG está construindo na Ilha do Fundão, no Rio de Janeiro, o seu principal centro tecnológico global, com um investimento de US$ 2 bilhões destinados à pesquisa e desenvolvimento no Brasil. O presidente da BG Brasil, Nelson Silva, disse que os investimentos serão necessários para acompanhar as atividades da Petrobras com a entrada em operação do pré-sal, e consequentemente ampliar o portfólio global da empresa. “Hoje o país responde por apenas 1% da produção mundial da empresa, mas com a extração do pré-sal passará a representar de 30% a 35% de toda a produção da empresa até 2020”, finalizou.

Fonte: NN

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Free Website templatesFree Flash TemplatesRiad In FezFree joomla templatesSEO Web Design AgencyMusic Videos OnlineFree Wordpress Themes Templatesfreethemes4all.comFree Blog TemplatesLast NewsFree CMS TemplatesFree CSS TemplatesSoccer Videos OnlineFree Wordpress ThemesFree Web Templates
Subir