PETROLEIRAS PERDEM ESPAÇO EM LISTA DAS MAIORES FIRMAS GLOBAIS

Na semana passada a “Fortune”, publicação da área de economia, divulgou o ranking das maiores empresas mundiais e os resultados para as companhias petroleiras não foram dos melhores. A Petrobras, por exemplo, caiu 20 postos em receita, mas é a 6ª que mais lucra. Na lista atual, aparecem cinco petroleiras entre os 10 maiores faturamentos obtidos em 2009. No levantamento anterior, sete companhias do setor estavam entre as dez maiores receitas.

A queda é creditada à baixa no preço do petróleo do ano passado, que fez com que as companhias do setor perdessem espaço. A anglo-holandesa Shell, que era a líder na lista de 2009, caiu para o segundo lugar. As americanas Chevron e ConocoPhillips e a francesa Total não estão mais entre as dez primeiras. A chinesa CNPC é uma das poucas que avançou: do 13º para o décimo lugar. A Petrobras desabou no ranking, perdendo 20 posições em relação a 2009, ocupando agora o 54º lugar. A empresa, no entanto, manteve-se como a sexta que mais lucrou no mundo, com ganhos de US$ 15,5 bilhões.

O declínio da receita das petroleiras é um reflexo da queda do preço do petróleo. A cotação média do barril na Bolsa de Nova York atingiu seu maior nível histórico em 2008 (US$ 99,75), ajudando no faturamento do setor. Porém, o preço médio recuou 38% no ano passado. Além da Petrobras, o Brasil tem seis companhias entre as maiores do mundo, uma a mais que em 2009. Ultrapar e JBS são as novidades, e a Gerdau agora não está mais entre as 500 maiores. O país, no entanto, está muito distante da China (46 empresas, nove a mais que em 2009). A Índia tem oito, a Rússia, seis, e o México, duas. A Indonésia, outro emergente de forte crescimento, não tem nenhuma.

Petrobras perde valor de mercado

A agência Bloomberg também divulgou uma pesquisa que mostrou que a Petrobras perdeu em 2010 um quarto do seu valor de mercado. Entre as grandes petroleiras, a desvalorização da empresa só é inferior à da BP, que tem pela frente o maior desastre ambiental da história dos Estados Unidos para resolver. O motivo são as incertezas dos investidores diante do processo de capitalização da empresa, prevista para setembro. O processo de capitalização poderá injetar na Petrobras até R$ 150 bilhões em recursos que a empresa quer usar para financiar a exploração dos campos de petróleo do pré-sal, construir refinarias e realizar outros investimentos previstos no seu ambicioso plano de negócios.

De janeiro até o início do mês, o valor de mercado da Petrobras diminuiu 24,49% em dólares, segundo a agência Bloomberg. Os papéis da estatal se desvalorizaram mais do que os de outras companhias de petróleo internacionais. O valor de mercado da BP caiu 30,57% neste ano. Segundo o levantamento, as ações de petroleiras, como a americana Exxon Mobil, controladora da Esso no Brasil, e a Shell, também se desvalorizaram, mas sofreram perdas menores.

Nicomex Notícias – Redação
nicomex@nicomex.com.br

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Free Website templatesFree Flash TemplatesRiad In FezFree joomla templatesSEO Web Design AgencyMusic Videos OnlineFree Wordpress Themes Templatesfreethemes4all.comFree Blog TemplatesLast NewsFree CMS TemplatesFree CSS TemplatesSoccer Videos OnlineFree Wordpress ThemesFree Web Templates
Subir