ENCONTRO SOBRE AQUECIMENTO GLOBAL SEM ACORDO

As mudanças climáticas entre os países em desenvolvimento foi o tema da 4ª Reunião de Ministros do Meio Ambiente dos Países do Basic (grupo formado pelo Brasil, África do Sul, Índia e China), que foi realizada na semana passada, no Rio de Janeiro. O grupo, protagonista da redação do Acordo de Copenhague, tenta chegar a propostas em comum para reduzir as emissões de carbono. O encontro, porém, terminou sem consenso. As decisões foram adiadas para uma reunião em outubro, na China, pouco antes da próxima Conferência do Clima da ONU, que acontecerá em Cancún, no México.

Segundo a ministra do Meio Ambiente do Brasil, Izabela Teixeira, o encontro foi importante por sinalizar um posicionamento comum em torno de uma solução. Segundo ela, o acordo sobre mudanças climáticas passa pelo debate da equidade, do espaço de carbono e do acesso a esse espaço, além de uma série de questões que foram discutidas como a fundamentação técnico-científica e visão política. “A expectativa é avançar e ter diálogo convergente na reunião de Pequim, de tal maneira que possamos trabalhar juntos para a reunião de Cancún”, explicou a ministra.

China e Índia, os países mais populosos do planeta, querem emplacar um limite de emissões per capita, o que pouco afetaria suas economias. Porém, o impacto econômico desta medida ainda está sendo analisado pelo Brasil e África do Sul. Os negociadores e ministros presentes na reunião carioca definiram que, em Pequim, as conversas terão como tema principal o impacto das políticas de mitigação sobre o comércio.

O ministro indiano afirmou que, dos US$ 30 bilhões prometidos pelos países desenvolvidos em Copenhague e que seriam destinados a ajudar os países mais pobres de forma imediata para combater os efeitos da mudança climática, apenas US$ 6 bilhões foram realmente desembolsados.

Venezuela também participa

A Venezuela também participou do encontro do Basic, que, a partir de agora, chamará outros países em desenvolvimento para exporem seus argumentos, numa tentativa de aumentar sua representatividade neste bloco, conhecido como G-77. O ministro do Meio Ambiente da Índia, Jairam Ramesh, demonstrou sua insatisfação com a falta de consenso entre os países. "Será difícil alcançar um acordo satisfatório para todos por conta da incapacidade dos países desenvolvidos de especificar seu compromisso econômico com os acordos ambientais", alertou.

Por Bruno Hennington
bruno.h@nicomexnoticias.com.br

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Free Website templatesFree Flash TemplatesRiad In FezFree joomla templatesSEO Web Design AgencyMusic Videos OnlineFree Wordpress Themes Templatesfreethemes4all.comFree Blog TemplatesLast NewsFree CMS TemplatesFree CSS TemplatesSoccer Videos OnlineFree Wordpress ThemesFree Web Templates
Subir