REFINARIAS DO CEARÁ E MARANHÃO ENFRENTAM DESCONFIANÇA DO SETOR

Um dos temas mais controversos relacionados aos investimentos da Petrobras atualmente é a decisão de aplicar recursos em dois projetos bilionários no nordeste. Baseado nessa estratégia, Ceará e Maranhão irão receber duas refinarias premium, com o intuito de agregar mais valor ao petróleo nacional. Entretanto, a assinatura do contrato de terraplanagem da unidade no Maranhão, no dia 14 de julho, reacendeu as dúvidas quanto ao processo de instalação das refinarias.

A questão que cerca esses investimentos é o motivo pelo qual a Petrobras tem focado tanto na região nordeste. Aliado a isso, há suspeitas no mercado de que o direcionamento desse projeto pode estar ligado a questões políticas. A escolha do Ceará teria relação com a proximidade do PT com o PMDB local. Já o Maranhão estaria representado pelo ex-ministro de Minas e Energia do governo Lula, Edison Lobão. Procurada pelo Nicomex Notícias para comentar essa situação, a Petrobras, por meio de sua assessoria explicou que vigora na empresa um período de silêncio em função do processo de capitalização.

À época da assinatura do Protocolo de Entendimentos para a refinaria Premium do Ceará, a Petrobras justificava sua ida para o nordeste como uma forma de reduzir custos logísticos, seja na importação de derivados, seja no transporte de outras refinarias da estatal para a região. Além disso, alegava que a maior parte das importações de derivados se destina atualmente, ao nordeste e a instalação de novas unidades seria uma oportunidade de conquistar novos mercados no exterior através da exportação de produtos de alto valor agregado e qualidade.

Em documento datado do mesmo dia da assinatura do protocolo, 28 de agosto de 2008, a Petrobras explica que foi motivada pela boa infra-estrutura portuária da região, logística de acesso ao mercado externo, boa atratividade econômica, além do compromisso dos estados do Ceará e Maranhão em fornecer suporte de energia e água, disponibilizando terreno desembaraçado e desimpedido para a realização das obras.

Declarações contrárias

“É uma refinaria de alto nível tecnológico que irá produzir diesel de altíssima qualidade voltado, principalmente, para o mercado internacional”, destacou o presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, em 2008, sobre a obra no Ceará. Mais de um ano depois, na assinatura do termo de compromisso para a Premium no Maranhão, Gabrielli enfatizou: “Será uma obra estruturante e importante para elevar o Maranhão a um novo status de estado economicamente forte e ativo no cenário nacional e mundial”.

Agora, as desconfianças expressas, por exemplo, na declaração do consultor Luiz Henrique Sanches, ex-diretor comercial da refinaria de Manguinhos, ao jornal O Estado de São Paulo, ficam sem resposta oficial. “Tecnicamente, é bastante justificável que o Brasil invista em refinarias, mas por que em tantas e por que justamente naquela região? Isso é uma decisão política que pode ser questionada”, diz o consultor.

Nicomex Notícias – Redação
nicomex@nicomex.com.br

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Free Website templatesFree Flash TemplatesRiad In FezFree joomla templatesSEO Web Design AgencyMusic Videos OnlineFree Wordpress Themes Templatesfreethemes4all.comFree Blog TemplatesLast NewsFree CMS TemplatesFree CSS TemplatesSoccer Videos OnlineFree Wordpress ThemesFree Web Templates
Subir