Brasil deverá ter gargalo no mercado de reparos nos próximos cinco anos

O Brasil tem perdido mercado na área de reparos devido a fatores como falta de mão de obra qualificada, inadequação da política de financiamento para o setor e impostos altos. A afirmação é de Fernando José Pimenta de Andrade, representante comercial do Renave Enavi, estaleiro dedicado exclusivamente à atividade. Para ele, a perda de mercado e a ausência de uma política governamental para o setor desestimulam a entrada de novos estaleiros de reparos, o que vai resultar, em cerca de cinco anos, em um grande gargalo.

“Hoje o Renave Enavi consegue reparar, em média, de 40 a 50 navios por ano. Em 2015 teremos uma frota de cerca de 400 navios. Como o país vai suportar a demanda se, além de nós, só há o Mauá Jurong focado completamente na atividade de reparos?“, questiona ele, em painel realizado no congresso da Sociedade Brasileira de Engenharia Naval.

O estaleiro começou a investir de 20% a 25% de seu faturamento anual em classificação dos diques, melhor qualificação da mão de obra e compra de novos equipamentos. Esses investimentos devem continuar até 2011 ou 2012. Neste ano, devido à retirada dos diques das operações para que a classificação pudesse ser feita, a taxa de ocupação diminuiu de 85% para 70%. Por isso, a receita do estaleiro cairá de US$ 40 milhões em 2009 para US$ 35 milhões em 2010, redução de 12,5%. Com os investimentos, o estaleiro espera reduzir o tempo médio de um conserto de 15 dias para 12. Cingapura leva, em média, dez dias.


Fonte: Portos e Navios

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Free Website templatesFree Flash TemplatesRiad In FezFree joomla templatesSEO Web Design AgencyMusic Videos OnlineFree Wordpress Themes Templatesfreethemes4all.comFree Blog TemplatesLast NewsFree CMS TemplatesFree CSS TemplatesSoccer Videos OnlineFree Wordpress ThemesFree Web Templates
Subir