BRASKEM PLANEJA EXPANSÃO DO PLÁSTICO VERDE PARA O EXTERIOR

No dia 24 de setembro, a Braskem inaugurou sua primeira fábrica de “plástico verde”, após muita expectativa em torno da usina que utiliza o etanol, em vez do petróleo, como matéria-prima. A solenidade contou com a presença do presidente Lula e o pontapé inicial da planta já chama a atenção internacional, ao ponto de quatro países já terem demonstrado a intenção de investir em projetos semelhantes, que prometem impulsionar os eforços contra gases do efeito estufa.

Embora os números da fábrica sejam representativos para o setor, a produção de 200 mil toneladas de polietileno verde por ano e os R$ 500 milhões investidos no projeto já foram celebrados por executivos e especialistas. A novidade agora, uma vez inaugurada a fábrica, é a possibilidade de a Braskem expandir sua atuação sustentável para o exterior. Essa intenção foi inclusive garantida pelo presidente da companhia, Bernardo Gradin.

Segundo Gradin, os destinos da expansão da Braskem estão localizados na Europa, América e Ásia e poderão ser atendidos mesmo que a matéria-prima de abastecimento das fábricas seja fornecido do Brasil. Assim, a cana-de-açúcar poderá gerar o etanol que será transformado em eteno, polietileno, plástico e, por fim, sacolas de supermercados, frascos de produtos de higiene e beleza, embalagens de alimentos e até tanques de combustível.

Pacto

A estratégia sustentável da Braskem encontra ressonância no Pacto Nacional da Indústria Química, publicado em junho deste ano, pela Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim). O documento apresenta oportunidades de investimentos que foram aproveitadas pela petroquímica nessa empreitada do “plástico verde”. De acordo com o documento, “o objetivo estratégico é posicionar a indústria química brasileira entre as cinco maiores do mundo, tornando o país superavitário em produtos químicos e líder em química verde.”

Para concretizar essa proposta, o Pacto Nacional da Indústria Química elabora alicerces baseados em quatro vertentes que constituem “requisitos imprescindíveis para o êxito do processo e para o estabelecimento de condições favoráveis aos investimentos e ao desenvolvimento econômico e social do País”: Insumos básicos e infraestrutura; Comércio exterior; Inovação e tecnologia (que abriga a parte de Foco no desenvolvimento da química verde) e Fortalecimento da cadeia de valor.

Nicomex Notícias – Redação
nicomex@nicomex.com.br

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Free Website templatesFree Flash TemplatesRiad In FezFree joomla templatesSEO Web Design AgencyMusic Videos OnlineFree Wordpress Themes Templatesfreethemes4all.comFree Blog TemplatesLast NewsFree CMS TemplatesFree CSS TemplatesSoccer Videos OnlineFree Wordpress ThemesFree Web Templates
Subir