Aulas do Prominp ficam para o segundo semestre

Os 6.003 candidatos aprovados na seleção para o 5º ciclo do Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás (Prominp) em Pernambuco terão que esperar até o segundo semestre pelo começo das aulas nos cursos de qualificação. A previsão era que as turmas se iniciassem no primeiro trimestre de 2011, mas o processo vai atrasar. Na prática, a demora significa que o pico de obras da Refinaria Abreu e Lima, em Suape, vai começar sem que os profissionais sejam qualificados. E, mais uma vez, será inevitável contratar mão de obra em outros Estados.

Apesar de o processo de seleção em todo o País ter sido concluído no ano passado, com a publicação do resultado dos exames em novembro, o 5º ciclo não avançou. O coordenador do Fórum Regional do Prominp, Antonio Sotero, explica que o contrato da Petrobras com a Abemi (empresa responsável pela gestão do programa) terminou e a estatal decidiu contratar uma nova executora. Nos quatro ciclos do Prominp realizados pela Petrobras no País, a Abemi foi a responsável pela interlocução com as instituições de ensino que ministram os cursos.

No Brasil, o Prominp conta com 85 instituições de ensino cadastradas. Em Pernambuco, os cursos são ministrados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Instituto Federal de Pernambuco (IFPE) e Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). “A Petrobras vai fazer uma licitação para contratar a nova empresa gestora do Prominp. Nossa estimativa é que o processo seja concluído até o final do primeiro semestre”, acredita Sotero. A empresa executora também é responsável pela implementação e fiscalização dos cursos nos Estados, pelo material didático e pelo repasse de pagamento para as instituições de ensino parceiras.

APAGÃO
O atraso no cronograma do Prominp vai acertar em cheio uma obra da própria Petrobras, a Refinaria Abreu e Lima (Rnest). Em agosto do ano passado, durante visita do então presidente Lula para visitar as obras do empreendimento em Suape, o presidente da Rnest, Marcelino Guedes, afirmou que o pico de obra aconteceria no primeiro semestre de 2011, com 23 mil operários dentro do canteiro principal, além de outros 5 mil na pré-montagem de equipamentos para a obra. Os consórcios que atuam na obra estão pedindo socorro à Agência do Trabalho de Pernambuco para preencher vagas para a área técnica no canteiro. Estão abertas 37 vagas e a convocação deverá ser feita em caráter de urgência, com previsão de uma qualificação no próprio canteiro.

Isso sem falar que Pernambuco deixou de preencher 28% das vagas do Prominp neste 5º ciclo. Tudo isso explica porque o governo do Estado decidiu criar uma Secretaria de Trabalho, Qualificação e Empreendedorismo, que terá muito trabalho pela frente e precisa começar rápido.

Fonte: Jornal do Commercio (PE)/Adriana Guarda

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Free Website templatesFree Flash TemplatesRiad In FezFree joomla templatesSEO Web Design AgencyMusic Videos OnlineFree Wordpress Themes Templatesfreethemes4all.comFree Blog TemplatesLast NewsFree CMS TemplatesFree CSS TemplatesSoccer Videos OnlineFree Wordpress ThemesFree Web Templates
Subir