Corte de custos causou acidente


BP, Transocean e Halliburton tomaram uma série de decisões relacionadas para corte de custos que contribuíram para o acidente no poço de Macondo, no dia 20 de abril, maior desastre ambiental da história da indústria do petróleo nos EUA. A conclusão é do relatório final divulgado nesta terça-feira (11/1) pela Comissão Nacional de Vazamento de Petróleo, montada pelo presidente Barak Obama em maio do ano passado e liderada pelo senador Bob Graham.

No documento, a comissão afirma que a BP e seus colaboradores não tinham um sistema para garantir que suas operações estivessem em segurança. "Seja intencional ou não, muitas das decisões que a BP, a Halliburton e a Transocean tomaram, e que aumentaram o risco de explosão do Macondo, claramente fizeram aquelas empresas economizarem tempo e dinheiro", disse o relatório.

O documento completo tem 382 páginas. O acidente causado pela sonda Deepwater Horizon demandou mais de US$ 8 bilhões. Uma investigação interna da BP, finalizada em setembro do ano passado, concluiu que o acidente foi causado por uma sequência de erros, tanto da petroleira quanto de empresas fornecedoras.

O desastre deixou no total 11 mortos.
A Halliburton divulgou nota discordando de alguns pontos do relatório relativos aos testes de estabilização do poço, relacionados ao cimento bombeado, realizados em fevereiro e abril do ano passado. A empresa afirma ainda que a comissão omitiu informações fornecidas pela Halliburton.

Fonte: Energia Hoje

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Free Website templatesFree Flash TemplatesRiad In FezFree joomla templatesSEO Web Design AgencyMusic Videos OnlineFree Wordpress Themes Templatesfreethemes4all.comFree Blog TemplatesLast NewsFree CMS TemplatesFree CSS TemplatesSoccer Videos OnlineFree Wordpress ThemesFree Web Templates
Subir