ESTALEIRO ATLÂNTICO SUL BUSCA FUNCIONÁRIOS EM OUTROS ESTADOS


Buscando crescimento e visando suprir a falta de mão de obra especializada, o Estaleiro Atlântico Sul (EAS), localizado no Complexo de Suape, em Pernambuco, iniciou 2011 com uma frente para a contratação de aproximadamente 1.200 profissionais. São soldadores, montadores, engenheiros, projetistas e supervisores de produção, prospectados através de anúncios veiculados em jornais de oito Estados: Pernambuco, São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Amazonas, Pará e Bahia.

Dentre as mais de mil vagas disponibilizadas, a maior parte é para soldadores – cerca de 570 – com experiência em MIG/MAG; 6G/Tubulação; eletrodo revestido e TIG. Logo abaixo estão as especializações de montadores, com aproximadamente 520 vagas disponíveis; engenheiros com 60 vagas, supervisores de produção e projetistas, ambos com 20 vagas respectivamente. No caso de montadores, as especialidades a serem contratadas são de estrutura ou caldeireiro, montador de tubos ou encanador e montador elétrico.

Os engenheiros devem ter formação, preferencialmente, em Mecânica, Engenharia Naval ou de Produção. Para projetistas, as áreas requeridas são de Mecânica, Naval ou de Tubulação. Os supervisores de produção devem ter trabalhado ou estar trabalhando na indústria naval ou metal-mecânica. Para concorrer às vagas, os candidatos devem acessar o site do EAS e se cadastrar. Os currículos passarão por triagem e, posteriormente, seleção no próprio estaleiro, no Complexo de Suape. Para todas as funções é exigida experiência comprovada em carteira.

Com as novas contratações, o estaleiro passará a contar com seis mil trabalhadores. “Estamos reforçando o nosso quadro, considerando a nossa carteira atual, de 22 navios e um casco de plataforma, e também as demandas que poderão ser captadas, já que estamos participando de licitações da Petrobras e vamos participar de outras concorrências que estejam no foco do nosso negócio”, afirma o presidente do EAS, Angelo Bellelis.

O EAS
Atualmente, o Estaleiro Atlântico Sul conta com cerca de 4,7 mil funcionários e foi resultado de investimentos de R$ 1,8 bilhão, em uma planta com capacidade de 160 mil toneladas de aço por ano e uma carteira que conta, atualmente, com cerca de US$ 3,5 bilhões. Para a nova leva de trabalhadores que devem ingressar no EAS, a empresa garante, através de nota divulgada na mídia, salário compatível com o mercado, plano de carreira, participação nos resultados, assistência médica e odontológica, transporte e refeitório, entre outros benefícios.

Nicomex Notícias – Redação
nicomex@nicomex.com.br

Fonte: Nicomex Notícias

2 comentários:

Anônimo disse...

UM ABSURDO ESSAS EMPRESAS SÓ CONTRATAREM EXIGINDO EXPERIÊNCIA ANTERIOR.
E COMO FICAM AS PESSOAS QUE PAGAM CARO PARA FAZER ESSES CURSOS COMO O DE SOLDA POR EXEMPLO???
NUNCA TERÃO OPORTUNIDADE???

Anônimo disse...

concordo com o comentário!
pagamos cursos carissimos,e não temos oportunidades.
como vamos conseguir experiência?
só queremos trabalhar na nossa area.
sou formado em Eletrotécnica,e não consigo entrar,
na minha area...........

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Free Website templatesFree Flash TemplatesRiad In FezFree joomla templatesSEO Web Design AgencyMusic Videos OnlineFree Wordpress Themes Templatesfreethemes4all.comFree Blog TemplatesLast NewsFree CMS TemplatesFree CSS TemplatesSoccer Videos OnlineFree Wordpress ThemesFree Web Templates
Subir