Galp pode colocar à venda parte de ativos no pré-sal da Bacia de Santos

A petrolífera portuguesa Galp Energia pode vender até um terço de seus ativos no Brasil, avaliados em 3 bilhões de euros (US$ 4,2 bilhões) para se capitalizar, informou o Jornal de Negocios nesta quinta-feira. Segundo o jornal, o presidente-executivo da companhia, Manuel Ferreira de Oliveira, teria divulgado a ideia durante reunião do conselho de administração na semana passada.

A Galp possui participação minoritária em diversa reservas de petróleo e perfurações de grande porte no Brasil, incluindo fatia de 10 por cento no poço Tupi , no pré-sal na parte fluminense da Bacia de Santos. Em dezembro passado, a Petrobras encaminhou proposta à ANP para que a área de Tupi passasse a se chamar Campo de Lula. A área possui volume recuperável de 6,5 bilhões de boe, com densidade de 28º API.

No início de fevereiro de 2011, a Petrobras chegou a avaliar a compra de uma fatia da Galp pertencente à italiana ENI, mas desistiu - segundo o mercado - devido ao alto valor exigido na negociação. Segundo as fontes, enquanto a Eni pediu 4,7 bilhões de euros na sua fatia de 33,3% da Galp a Petrobras ofereceu 3,5 bilhões de euros pelo ativo que, entre outros, dá direito a participação em outros poços no cobiçado pré-sal da bacia de Santos. (Leia mais matérias sobre a Galp)

A Galp é parceira da Petrobras nos bloco BM-S-11 (Lula e Cernambi), além do BM-S-8, BM-S-21 e BM-S-24. A Petrobras também vê outras sinergias com a Galp, que poderia ser a porta de entrada da estatal brasileira para a distribuição de derivados na Europa.

Há tempos analistas questionavam se a Galp, predominantemente uma refinaria e uma novata no segmento de descoberta de petróleo, seria capaz de financiar sua participação nos custosos projetos brasileiros, e afirmavam que a empresa poderia vender partes ou a totalidade de suas fatias em alguns campos.

A Galp realizará um encontro com investidores e analistas na segunda-feira no Rio de Janeiro, onde deve apresentar um plano de investimento atualizado para o período de 2011 a 2015, quando precisará de cerca de 5 bilhões de euros.

Fonte: Agência Reuters

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Free Website templatesFree Flash TemplatesRiad In FezFree joomla templatesSEO Web Design AgencyMusic Videos OnlineFree Wordpress Themes Templatesfreethemes4all.comFree Blog TemplatesLast NewsFree CMS TemplatesFree CSS TemplatesSoccer Videos OnlineFree Wordpress ThemesFree Web Templates
Subir