Lei do bem? Bem para quem? Governo Federal isenta de impostos de tablets (Ipod) enquanto o gás de cozinha vai as alturas...

O grande enigma desta afirmativa, toda redução de impostos reflete em menos recursos para a população, o Governo Federal deve acreditar que se aprende ou se consegue aprender passando fome, que a fome seja algo nada doloso para o povo brasileiro.

É desumano a conduta do Governo Federal quando nos referimos ao setor do gás de cozinha, e o mais grave, este setor gera uma tributação altíssima, que poderia sim dobrar, ou seja, poder elevar ainda mais obras sociais simplesmente com a quebra de regras que visam atender um pequeno grupo, a ironia dos fatos que para reduzir os preços do gás de cozinha no Brasil não se precisa reduzir os impostos, bastaria um simples ato legal, fazer valer o Direito do Consumidor, permitindo que qualquer Companhia Distribuidora devidamente autorizada pela Agencia Nacional do Petróleo – ANP, possa fazer o enchimento do botijão do consumidor, botijões fabricados para serem enchidos por qualquer Companhia Distribuidora legalmente atuante no Brasil e não por aqueles que de forma maliciosa coloca sua propaganda em relevo no botijão como se fosse uma marca.

Irônico, simples, mas este ato sustenta o cartel no Brasil, nada adianta reduzir os impostos hoje utilizando de regras ilegais, nos preocupa a atuação e a forma que este setor que trata da fome do povo brasileiro tramita.

Por várias vezes comunicamos estes abusos, tornamos a chamar a atenção da Exma Presidenta do Brasil, Exmos Senhores(as) do Senado Federal, Exmos Srs (as) do Congresso Nacional, Órgãos do setor do Petróleo, Órgãos de Defesa do Consumidor, amigos da imprensa e nossa rede de revendedores que nos lêem em cópia, o gás de cozinha é a base para alimentação do povo brasileiro, com a fome não se brinca, não de deixa para o amanha, milhões de brasileiros precisam do gás de cozinha em seus lares não vazios e sim cheios para que possam fazer o mingau de suas crianças, de nada vale um cesta básica sem o gás, não se come feijão cru, não se faz mingau sem ter como cozinhar o fubá.

Pedimos a atenção daqueles que tem tido um forte papel na defesa do povo brasileiro, a imprensa, não se calem diante a estas afirmações, não é justo cinco Companhias Distribuidoras brincarem com a fome do povo brasileiro, é tanto abuso que recentemente no Estado do Espírito Santo, estas Companhias chegaram a publicar na mídia COMUNICADO alegando que faltaria gás neste Estado por desavenças entre sindicatos, isso sem falar da elevação do preço do botijão de disparou de R$ 29,00 para R$ 38,00 e prometi não parar ai...

O Governo Federal tem como em único ato promover a abertura do mercado, reduzir no mínimo 40% do preço do gas de cozinha, de promover a segurança, de colocar o mercado do gás de cozinha na sua forma mais competitiva e este setor tem como resposta a proposta de duplicar os impostos arrecadados, nao pedimos isenções, buscamos ganhos para o Governo e o mais importante, ganhos para a população sem falar na elevação de geração de empregos que nosso setor pode gerar com a elevação de suas vendas.

Cordialmente,

Alexandre Borjaili
Presidente
Associação Brasileira dos Revendedores de GLP, ASMIRG-BR
www.asmirg.com.br

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Free Website templatesFree Flash TemplatesRiad In FezFree joomla templatesSEO Web Design AgencyMusic Videos OnlineFree Wordpress Themes Templatesfreethemes4all.comFree Blog TemplatesLast NewsFree CMS TemplatesFree CSS TemplatesSoccer Videos OnlineFree Wordpress ThemesFree Web Templates
Subir